“SECOND LATIN AMERICAN SYMPOSIA ON ANTIVIRAL THERAPY AGAINST HCV: CELEBRATING DAAS & THE 25TH HCV ANNIVERSARY. IS IT THE BEGGINING OF END?”

O “Second Latin American Symposia on Antiviral Therapy Against HCV” foi organizado para divulgar que o Brasil será o primeiro país do Mundo a fornecer pelo sistema público de saúde terapia para hepatite C sem interferon – um passo gigante que permitirá inéditas taxas de cura, terapia segura e praticamente sem exclusões – fruto de foco, negociação intensa e compromisso com a cidadania. Foi realizado um curso de imersão que contou com um personagem ímpar na história das hepatites virais, Harvey Alter, ator principal na descoberta dos vírus da hepatite A, B e C. No campo da virologia, desvendando cada etapa da replicação que permitiu o avanço terapêutico que hoje vivemos, Charles Rice. Um clínico com larga expertise no desenvolvimento e uso em vida real das novas drogas, Marc Bourliere. Houve ainda o desafio de tratar pacientes até hoje negligenciados, prisioneiros e usuários de drogas ilícitas. Para essa tarefa receberam uma das maiores autoridades mundiais no tópico, Margareth Hellard. Avaliando o papel da cinética viral, Harel  Dahari, da Loyola University.  E a fim de debater as questões nacionais e mundiais afeitas à saúde pública, o coordenador do Programa de Hepatites Virais da OMS, Stefan Wiktor em conjunto com Fábio Mesquita, Diretor do Departamento de DST-Aids e Hepatites do Ministério da Saúde. Contaram ainda com colegas do Brasil representando as Sociedades Científicas de Infectologia e Hepatologia. A intenção foi levar ao público uma recomendação conjunta para o manuseio da hepatite C oriunda de ambas sociedades.

Cliente: Atrium Eventos
Data: Dezembro/ 2014
Local: Hotel Renaissance, SP